PREVENÇÃO E COMBATE (COMPLEMENTAR) novembro

doe sangue novembro


Professora que morreu com marido PM sonhava ser policial e fez aniversário 2 dias antes do acidente em RO

Conteúdo exclusivo para assinantes das notificações.


Clique em ACEITAR e depois em PERMITIR que a noticia será liberada automaticamente.
Você também pode aguardar segundos ou clicar aqui para leberar a noticia.

Kesia Cristina da Silva, professora de História que morreu na noite de quinta-feira (17) em uma colisão entre motos e carreta, havia comemorado o aniversário de 28 anos dois dias antes de se envolver no acidente, que também resultou na morte do esposo, o policial militar Elenilton da Silva, em Machadinho D’Oeste (RO).

Na noite de terça-feira (15), a educadora fez uma série de postagens em suas redes sociais para celebrar a chegada de mais um ano de vida.

“E a vida é mesmo esse emaranhado de sensações; talvez ontem triste – hoje feliz. Ontem doía – hoje já floresceu novamente. Ontem era medo – hoje a FÉ já bateu na porta e virou coragem. Viver é isso, passar por todas as coisas sem permitir desistências. Porque o que ontem não tinha possibilidades, pode ser no hoje novas realizações”, escreveu Kesia no dia do aniversário.

LEIA TAMBÉM

Comerciante de Cacoal morre por complicações da Covid-19

Rondônia: Três suspeitos de executar e arrancar a cabeça de homem é preso pelo SEVIC

Caminhonete ocupada por família que voltava de culto evangélico capota na BR-364

Dentista rondoniense é pioneira em criação de protocolo para clareamento com zero sensibilidade

“Só se vive uma vez”, diz idoso ao ser flagrado namorando no matinho em plena luz do dia; veja vídeo

Vídeos mostram casal fazendo love em caminhonete perto de viaturas da PM

No dia errado e na hora errada: motociclista é esmagado após árvore cair em cima da cabeça dele; veja vídeo

Jovem perde parte do intestino após “desafio do piercing” no TikTok

Uma amiga de Kesia contou que ela tinha vontade de ser policial, assim como seu companheiro Elenilton.

“Tantos sonhos que ela tinha. Sonhava em um dia ser policial. Mas Deus preferiu assim, que assim seja a vontade dele”, desabafou.

Em algumas fotos, Kesia chegou a se fotografar usando a boina do marido policial militar.

Em foto, Kesia aparece usando boina do marido PM, pois sonhava também ser policial — Foto: Facebook/Reprodução

Em foto, Kesia aparece usando boina do marido PM, pois sonhava também ser policial — Foto: Facebook/Reprodução

No dia do aniversário de 28 anos, Kesia postou uma foto com o marido e agradeceu por todo carinho e companheirismo de Elenilton.

Após a morte do casal, na noite de quinta-feira (17), a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) divulgou nota de pesar lamentando a morte de Elenilton e da professora Késia, que lecionava na escola Estadual Joaquim Pereira da Rocha, em Machadinho.

Amigos também lamentaram a morte trágica do casal .

“Não, eu não estou preparada para perder você, Kesia Cristina. Ainda ontem conversamos, brincamos como sempre e de repente meu mundo desaba. Está doendo demais, não consigo entender, compreender. Meu bichinho, meu coração está sangrando 💔😭”, escreveu uma miga da professora.

Kesia e o marido Elenilton em foto feita no dia do aniversário, dois dias antes do acidente — Foto: Facebook/Reprodução

Kesia e o marido Elenilton em foto feita no dia do aniversário, dois dias antes do acidente — Foto: Facebook/Reprodução

Acidente na RO-133

Kesia e o esposo, o policial Elenilton, morreram na noite de quinta-feira (17) após uma colisão entre três veículos na RO-133, sendo duas motos e uma carreta.

A polícia ainda não sabe precisar as circunstâncias do acidente, mas a perícia constatou que a educadora é quem estava conduzindo a moto e o marido estaria na garupa.

O policial militar Elenilton morreu na hora. Já Kesia foi socorrida e levada ao hospital da cidade, porém não resistiu os ferimentos.

Na outra moto envolvida no acidente estavam dois adolescentes, de 14 e 17 anos, e ambos morreram na hora.

fonte g1 ro

doação de sangue