doe sangue novembro


Após matar esposa com facão, homem foge de carro pela RO-257 e morre ao bater na cabeceira da ponte. O que motivou o crime?

matar crime

A tragédia que aconteceu em Ariquemes (RO) na tarde deste sábado (10) chocou a sociedade e também destruiu duas famílias que foram pegas de surpresa com a notícia. Era Caso aconteceu em Ariquemes (RO) na tarde deste sábado (10), quando a Central do 7° BPM recebeu telefonemas informando uma briga de casal, onde provavelmente a mulher estaria sendo agredida e pedindo socorro na rua cardeal, na residência de n° 1165 no Setor 02. De imediato a foi enviada para o local uma guarnição da PM, que ao chegarem na localidade e ao descerem da viatura o suspeito Silvio Miguel Sott, 57 anos, jogou o veiculo para cima dos PMs, e evadiu se do local.

LEIA MAIS

Interior de RO – Mulher vem a óbito com suspeita de dengue

Professor morre atropelado no eixo do Anel Viário no momento que voltava da escola

Corpo rapaz de 23 anos amanhece no pátio da prefeitura com faca cravada nas costas

A guarnição saiu atrás só suspeito com a intenção de prender o agente. Outra guarnição da PM ao chegar na residência se depararam com a testemunha uma senhora, qual informou ser cliente da vítima Gilza Sott tinha 54 anos, e que a ouviu ela pedir por socorro, e que após a saída do agressor, ela foi até a residência e viu que a vítima estava caída sobre a cama, com muito sangue em volta.

Os policias entraram na casa e acionaram o SAMU, os quais constaram que a vitima já estava morta, com um grande corte no lado esquerdo do pescoço. O perito Amilton compareceu no local e constatou que havia sangue por vários cômodos da residência, e a vítima Gilza estava sobre a cama, e ao seu lado um facão sujo de sangue que foi utilizado no crime.

O perito também constatou que os dois portões estavam arrebentados, possivelmente aconteceu no memento a fuga de Silvio. A funerária esteve no local e o corpo foi liberado para funerária de plantão.

Perseguição ao suspeito Silvio  

A Guarnição Charlie que saiu no encalço do suspeito, dava ordem para que Silvio parasse o veículo,  o que não foi obedecido fugindo pela RO 257 sentido Machadinho em alta velocidade. Em um momento da perseguição o condutor perdeu o controle do veículo batendo na cabeceira da ponte Rio Branco e caindo em uma ribanceira falecendo no local. Como o corpo ficou preso nas ferragens, foi necessário acionar o corpo de Bombeiros.

Motivação:

Informações que Silvio e Gilza estavam tendo um problema de relacionamento, e que a vitima estaria sofrendo agressões. Outra informações que Gilza já estava decidida retornar para Jaru onde sua família mora, e terminar o relacionamento, o que motivou o iniciou da discussão. No auge do bate boca, Silvio se armou com o facão e atacou Gilza executando a vitima. Já Silvio era de Lajeado (RS) e estava morando em Ariquemes.

Fonte: ARIQUEMES 190