doe sangue novembro


Criança de apenas 4 anos morre afogada em represa na zona rural de Chupinguaia; irmã achou o corpo

Criança de apenas 4 anos morre afogada

Na tarde de anteontem, um menino de apenas 04 anos morreu afogado em um sítio próximo do distrito de Novo Plano, pertencente ao município de Chupinguaia. O garoto se chamava Gabriel Tomaz Melo Santos.

Segundo informações obtidas junto à mãe, com quem a reportagem conversou por telefone, Gabriel estava brincando próximo a uma represa que existe na propriedade: ele atirava algumas varinhas na água para que seus cachorros entrassem na represa e as buscasse.

LEIA MAIS

Sobrinha de 15 anos mata o tio que ‘bateu na irmã’ durante discussão em Jaru

Mecânico que havia desaparecido volta para casa em Vilhena; “fui fazer um socorro” fora da cidade e dormi no carro

Professor morre atropelado no eixo do Anel Viário no momento que voltava da escola

Acidente envolvendo ônibus da Eucatur deixa um morto e dez feridos; veja o vídeo

A mãe, que tem 33 anos, chegou a chamar o garoto, mas ele foi para a casa da avó, que mora perto do local onde era feita a brincadeira. Após se alimentar, Gabriel retornou para a casa da mãe e depois foi até mesmo local, onde continuou se divertindo às margens da represa.

Quando a mãe chamou novamente e a criança não respondeu, e ao notar que os quatro cachorros que o acompanhavam haviam ficado quietos, ela foi até lá e, após deixar o outro filho, um bebê de oito meses, às margens do açude, entrou na água.

Enquanto o pai, que é caminhoneiro, procurava Gabriel nos fundos da propriedade, a mãe e a filha dela, uma adolescente de 15 anos que havia acabado de chegar da escola, entraram na água para tentar achá-lo. Foi a irmã quem encontrou Gabriel na parte mais funda da represa. Ele já estava submerso.

Após retirá-lo da água, a mãe fez massagens e respiração boca-a-boca na esperança de reanimar Gabriel. Como os procedimentos não deram resultado, ela, mesmo abalada, pegou a moto e, com a ajuda da filha, o levou até a casa de um vizinho, que colocou Gabriel num carro e foi com a família até o posto de saúde de Novo Plano.

Dali, numa ambulância, o garoto seguiu para Chupinguaia, onde o óbito foi constatado. O corpo foi levado para Vilhena, para a realização da necropsia. Ainda hoje o menino será velado no sítio onde morava e sepultado em Chupinguaia.

Fonte: FOLHA DO SUL ON LINE