doe sangue novembro


Mulher que morreu atropelada na BR 364 disse que iria à igreja; “ela não tinha intenção de se matar”, revela a irmã

Conteúdo exclusivo para assinantes das notificações.


Clique em ACEITAR e depois em PERMITIR que a noticia será liberada automaticamente.
Você também pode aguardar segundos ou clicar aqui para leberar a noticia.

Por telefone, uma imã da técnica em enfermagem  Soraia Oliveira Santos, que morreu ontem de forma trágica num trecho da BR 364, próximo a Vilhena, deu detalhes do acidente fatal. A profissional de saúde, que tinha 35 anos, foi atingida violentamente por um carro (CONFIRA AQUI).
 
Segundo a entrevistada, Soraia havia retornado há seis meses ao trabalho, no Instituto do Rim, após ficar afastada para se tratar de problemas psicológicos. Nos últimos dois dias antes da fatalidade, ela apresentava piora em seu quadro psiquiátrico.

LEIA TAMBÉM

Comerciante de Cacoal morre por complicações da Covid-19

Rondônia: Três suspeitos de executar e arrancar a cabeça de homem é preso pelo SEVIC

Caminhonete ocupada por família que voltava de culto evangélico capota na BR-364

Dentista rondoniense é pioneira em criação de protocolo para clareamento com zero sensibilidade

“Só se vive uma vez”, diz idoso ao ser flagrado namorando no matinho em plena luz do dia; veja vídeo

Vídeos mostram casal fazendo love em caminhonete perto de viaturas da PM

No dia errado e na hora errada: motociclista é esmagado após árvore cair em cima da cabeça dele; veja vídeo

Jovem perde parte do intestino após “desafio do piercing” no TikTok
 
Horas antes do ocorrido, por volta das 2:00h, Soraia pegou a Bíblia dizendo que ia orar numa igreja evangélica próxima de sua casa. Na residência estavam a mãe, uma irmã, o marido e os três filhos. A mãe e a irmã ainda foram atrás, mas não conseguiram alcança-la.
 
A irmã contou ter ouvido de um caminhoneiro, que testemunhou o acidente fatal, que a vilhenense estava caminhando no limite da pista, com a Bíblia levantada, em direção a Porto Velho.
 
Um ônibus conseguiu desviar de Soraia, mas o vento fez com que ela perdesse o equilíbrio e entrasse na pista da rodovia. Foi nesse momento que o carro a atingiu violentamente. A mulher sofreu múltiplas fraturas e morreu no local.
 
Mãe de duas meninas (de 02 e 06 anos) e de um menino de 09, a servidora pública, cuja Bíblia ficou jogada às margens da rodovia, foi sepultada ontem. A irmã fez questão de explicar: “ela não se jogou na frente do carro, ela não queria se matar. Foi uma fatalidade”, disse, explicando que Soraia era uma boa mãe e tinha um marido dedicado.

FONTE FOLHA DO SUL ON LINE