EXPOPIB

queimadas


Morre funcionária da Energisa baleada por idoso que suspeitou de ‘gato’

A funcionária da Energisa Anilori Rener, de 43 anos, morreu na madrugada deste sábado (09), após passar 32 dias internada em Rondonópolis (212 km de Cuiabá). Ela levou um tiro no tórax, enquanto fazia a leitura do padrão de uma casa na cidade. Um idoso de 81 anos foi o responsável pelo disparo, por desconfiar que a mulher estava fazendo um “gato” em sua energia.

LEIA MAIS

Em Cidade de RO – Jovem mata amigo com canivete durante bebedeira

Caso Laryssa: suspeito confessa crime e diz que tinha ‘desejo de matar desde a infância’

Eita: homem surta ao pegar o celular da esposa e descobrir que não é corno; veja vídeo

Homem passa mal e morre após comer bombom

“Foi gostoso?”, pergunta marido que flagrou mulher saindo de motel com amante; veja

Interior de RO – Mulher encontra ex-marido morto dentro de quarto

Homem armado invade Câmara e tenta matar vereador; veja vídeo

Mulher morde pênis do parceiro durante o sexo e ele para no hospital

O Sindicato dos Urbanitários de Mato Grosso publicou nota de pesar, lamentando a morte de Anilori.

vacina em dia

“É com profundo pesar informamos o falecimento da trabalhadora da Energisa Anilori Rener, em Rondonópolis, na madrugada de hoje, 09/04/2022”, publicou a instituição.

A Energisa também publicou uma nota de pesar, lamentando o falecimento da funcionária. A equipe informou que continuará acompanhando o caso até que sejam concluídas as investigações.

Ainda ontem, outros funcionários da concessionária fizeram uma manifestação de apoio a vítima.

Anilori foi atingida no tórax no dia 7 de março de 2022. O autor do crime foi preso em flagrante e respondia, até agora, por tentativa de homicídio. Com a morte da trabalhadora, passa a responder por homicídio consumado.

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Confira a nota:

A Energisa está em luto pela morte da colaboradora Anilori Rener, 43 anos, em Rondonópolis. A funcionária exercia a leitura de medidor e estava devidamente uniformizada e identificada, quando foi atingida por tiros. A empresa vai continuar acompanhando o caso, até que sejam concluídas as investigações. A Energisa repudia de forma veemente a violência e está prestando todo o suporte necessário à família neste momento.

fonte reportermt

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0