EXPOPIB

queimadas


Pescadores fisgam pirarucu de mais 2 metros e 100 kg no Rio Madeira em RO: ‘foi uma sensação incrível’

Dois pescadores fisgaram um pirarucu com mais 2 metros e aproximadamente 130 kg no Rio Madeira. Anderson Guedes e Wladis Kucharski contaram ao g1 que foi o maior peixe pirarucu que eles já pegaram. A pescaria aconteceu esta semana em Jaci-Paraná, distrito de Porto Velho.

LEIA MAIS

Interior de RO – Siqueira Junior sobre roubo “só existe ateu, até a primeira turbulência, nem terminou a oração” satiriza

Namorado confessa ter matado adolescente de 16 anos, diz polícia

Rondônia – Polícia identifica casal encontrado morto abraçado após incêndio em residência

Mulher ‘senta peia’ em bandido e não deixa ladrão roubar motoca; veja vídeo

Paciente em surto psicótico mata enfermeira a marretadas

Nas redes sociais eles comemoraram a façanha e publicaram imagens do peixe gigante que, sozinho, ocupou todo o espaço do caiaque onde eles estavam.

vacina em dia

“A gente tinha uma fita que ia até 2,5 metros só que é difícil você equilibrar um peixe desse tamanho, medir ele. Pesar na balança nem tem como”, comentou Wladis.

Anderson contou sobre o momento que eles encontraram o peixe e o misto de sensações durante a batalha com o pirarucu no Rio Madeira. Ele pesca desde criança.

“Foi uma sensação incrível. Um pouco de medo porque a qualquer momento o peixe pode puxar para um lugar que você pode virar o caiaque, mas ao mesmo tempo aquela sensação de euforia. O coração dispara, a emoção vai a mil”, relembra.

Pescador relata ter encontrado pirarucu com mais de dois metros em Rondônia — Foto: Redes Sociais/Reprodução
Pescador relata ter encontrado pirarucu com mais de dois metros em Rondônia — Foto: Redes Sociais/Reprodução

Os dois colegas, que praticam pesca esportiva, levaram aproximadamente 40 minutos para fisgar o peixe, colocar no caiaque e depois realizar a soltura com toda a segurança necessária.

“Não foi fácil porque é um peixe difícil de manusear. Ele é muito forte, qualquer batida que ele der com a cabeça ele pode derrubar, mas tomamos os cuidados necessários para poder embarcar o peixe e soltar novamente para que ele pudesse seguir reproduzindo”, apontou Anderson.

fonte g1 ro

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0