Rondoniense que sobreviveu a acidente em rodovia de MT, perde esposa e amigo

Rondoniense que sobreviveu a acidente em rodovia de MT, perde esposa e amigo

Ainda bastante abalado, o corretor de imóveis em Vilhena, João Cosme Bezerra, o “Ceará”, que sobreviveu a um acidente que deixou dois mortos na BR 364, próximo à cidade de Pontes e Lacerda, em Mato Grosso

Na manhã deste sábado, 08, conversou por telefone com a reportagem. Ceará dirigia o veículo Chevrolet Prisma branco, que atingiu violentamente a traseira de um caminhãotanque que estava parado na rodovia. Após a colisão, o veículo que levava quatro vilhenenses a bordo“Me deu um branco e eu não consegui evitar a batida”, contou Ceará, cuja esposa, Selma Silva de Oliveira, de 54 anos, que também trabalhava na corretora de imóveis dos dois morreu presa às ferragens.

O outro morto no acidente é um rapaz identificado até agora apenas como “Márcio”, que trabalhava com
a compra e venda de carros em Vilhena. A esposa dele, Carolyn Gabrielle dos Santos, de 23 anos,
também sobreviveu. Os corpos de Márcio, cuja identificação completa ainda não foi divulgada, e de
Selma, estão passando por necropsia em Pontes e Lacerda.

LEIA MAIS

Homem desaparecido há uma semana após bebedeira é encontrado morto em RO

Rondônia: Instrutor de clube de tiros mata o aluno com vários disparos

Briga generalizada futebol: subiu para 32 o número de crianças mortas


Pela dinâmica do acidente, apenas os que estavam do lado do carona, tanto na frente como atrás,
morreram na batida. Carolyn, que estava sentada no banco atrás de Ceará, sofreu ferimentos, mas está
estável, assim como o próprio corretor, ambos fora de perigo.


Ao site, Ceará contou que ele estava indo visitar o filho, que joga na escolinha de futebol do Cuiabá Esporte


Clube. O vilhenense aproveitaria para assistir a partida entre o time mato-grossense e o Flamengo, que se
enfrentam hoje na Arena Pantanal.


O amigo dele e a esposa estavam aproveitando a carona, pois Márcio pretendia comprar um carro na
capital mato-grossense.

Em grupos no WhatsApp, vídeos mostrando o carro destruído após a batida, bem como os corpos das
vítimas, estão sendo divulgados, mas em respeito às famílias dos mortos neste momento de dor, o site

Fonte: folha do sul on line