PREVENÇÃO E COMBATE (COMPLEMENTAR) novembro

doe sangue novembro


Adolescente com meningite tem morte cerebral em hospital de Cacoal

Conteúdo exclusivo para assinantes das notificações.


Clique em ACEITAR e depois em PERMITIR que a noticia será liberada automaticamente.
Você também pode aguardar segundos ou clicar aqui para leberar a noticia.

A Secretaria Municipal de Saúde de Cacoal (RO) confirmou nesta terça-feira (12) a morte encefálica de uma paciente internada com meningite. A vítima é uma adolescente de 14 anos.

Segundo a secretaria, a paciente era moradora de Urupá (RO) e no mês de junho foi transferida para um hospital de Cacoal para tratar a meningite.

No entanto, por causa das complicações da inflamação, a adolescente de 14 anos acabou tendo morte encefálica.

À Rede Amazônica, a Semusa informou que a morte cerebral da paciente foi constada na semana passada. No entanto a divulgação do óbito só foi dada agora, após os familiares serem avisados.

Este foi o segundo óbito decorrente de meningite em Rondônia neste ano.

Infecções no estado

Entre 1º de janeiro e 30 de junho deste ano, Rondônia já teve 32 casos de meningite registrados, segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

Moradores de Rolim de Moura, Cacoal e Urupá estão entre os principais infectados pela doença.

No mês de junho, cinco crianças entre dois e sete anos com meningite tiveram que ser internadas por causa da doença.

Segundo a Semusa de Cacoal, esses cinco pacientes receberam alta nesta semana e puderam voltar pra casa sem sequelas.

A meningite tem uma alta taxa de mortalidade e sequelas, como surdez, perda dos movimentos e danos ao sistema nervoso. As crianças são a faixa etária mais atingida, e os pacientes devem ter um acompanhamento por pelo menos 6 meses depois da doença.

As meninges são as membranas que envolvem todo o sistema nervoso central. A meningite ocorre quando há alguma inflamação desse revestimento, causado por micro-organismos, alergias a medicamentos, câncer e outros agentes.

fonte g1 ro

Fonte: Conexão Rondônia