Doze novos casos de HIV e três mortes são registrados nesse ano de 2017 em Pimenta Bueno e cidades circunvizinhas.

queimadas
EXPOPIB

A reportagem do Site Conexão Rondônia apurou junto a Secretaria Municipal de Saúde os números de novos casos de HIV na região de Pimenta Bueno e cidades circunvizinhas.

Somente neste ano, foram diagnosticados 12 novos casos de HIV e três mortes na região que abrange as cidades de Espigão do Oeste, Cacoal, Nova Brasilândia, Primavera de Rondônia, Parecis, Chupinguaia, Novo Paraíso, São Felipe do Oeste, Rolim de Moura e Pimenta Bueno.

Conforme o levantamento, os pacientes da região que estão em tratamento, preferem se deslocar de suas cidades para realizarem o atendimento em Pimenta Bueno. Isso se dá pelo motivo de optarem pelo sigilo.

“Os mesmos são acompanhados com medicamentos, preservativos, exames de rotina dentre outras medidas. As mortes maioria das vezes se dão pela autoconfiança do portador, que acaba não se cuidando corretamente durante o tratamento. Vale destacar que todo o acompanhamento é feito em total sigilo para o paciente. A equipe de tratamento conta hoje com um Doutor infectologista, duas técnicas de enfermagem e uma enfermeira. ” finaliza Eliane Enfermeira do SAE – Serviço de Assistência Especializada.

Para Rafael de Paula, Secretário Municipal de Saúde em Pimenta Bueno, esses números não são ainda maior devido o avanço no serviço de identificação aos casos de HIV, tendo um diagnóstico precoce.

Rafael relata também que a intensificação de campanhas, palestras e realização de testes rápidos no município, estão surtindo bons resultados no combate ao vírus.

Sobre a doença

O vírus HIV é transmitido por contato sexual sem preservativo com pessoa contaminada, por transfusão sanguínea e compartilhamento de objetos perfurantes ou cortantes.

Ser HIV positivo não é o mesma coisa que ter Aids. A Aids é o estágio mais avançado da doença, quando o sistema imunológico encontra-se bem debilitado.

É uma doença que não mata por si só, mas afeta o sistema imunológico da pessoa, o que pode ocasionar doenças oportunistas, como a pneumonia e outras.

Sintomas:

Algumas semanas depois da infecção pelo HIV, podem ocorrer sintomas semelhantes aos da gripe, como febre, dor de garganta e fadiga.

A doença costuma ser assintomática até evoluir para AIDS.

Os sintomas da AIDS incluem perda de peso, febre ou sudorese noturna, fadiga e infecções recorrentes.

As geralmente apresentam :

Dores no abdômen, dores circunstanciais ao engolir, tosse seca, fadiga, febre, mal-estar, perda de apetite, suor noturno.

vacina em dia

No aparelho gastrointestinal:

Diarréia aquosa, diarréia persistente, náusea ou vômito.
 

No peso:

Perda de peso e fraqueza ou perda de peso não intencional severa
 

Na boca:

Língua branca ou úlceras
 

Na pele:

Erupções ou pústulas
 

Na região genital:

Dores ou inchaço

Na garganta:

Dificuldade em engolir ou dor

Também é comum: dor de cabeça, inchaço dos gânglios, infecção oportunista, pneumonia ou sapinho.


queimadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.