Serviço de Saúde Domiciliar do Governo de Rondônia atende 198 pacientes em casa


Com quatro equipes de trabalho ininterrupto em Porto Velho, o Serviço de Assistência Multidisciplinar Domiciliar (Samd) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), parece ser a tábua de salvação de pelo menos 198 pacientes que são tratados em casa e que dependem do gesto de amor e dedicação desses profissionais para restabelecer a saúde e retomar a vida.

De acordo com a enfermeira Mariana Aguiar, coordenadora do Samd, as quatro equipes profissionais são formadas por um médico, um enfermeiro e cinco técnicos, cada uma, integrantes da Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar (Emad), e outra com um fisioterapeuta, um assistente social, um psicólogo, um nutricionista e um fonoaudiólogo que formam a Equipe Multiprofissional de Apoio (Emap), que mantêm não só a saúde, mas também a auto autoestima dos pacientes em alta, fator que é considerado essencial para a rápida recuperação da saúde desses pacientes.

A enfermeira da Sesau, que é especialista em saúde pública, explicou que todo o trabalho das equipes da Secretaria segue as recomendações e orientações regulamentadas pela Portaria MS nº 825/2016, do Ministério da Saúde, que prevê atendimento clínico, curativos, administração de medicação venosa, fisioterapia, atendimento psicológico, acompanhamento nutricional, avaliação fonoaudiológica, troca de sonda e cateteres, cuidados paliativos, controle de dor e outros cuidados básicos.

Segundo ela, este é um trabalho singular que envolve muito mais que o tratamento clínico, visto que faz emergir o sentimento de empatia com o paciente e sua família, gerando, por conseguinte, lanços de amizade e confiança, que por sua vez resulta na rápida e plena recuperação dos muitos pacientes. “A grande maioria demonstra satisfação e confiança no serviço realizado pelas equipes do Samd”, disse Mariana Aguiar.

É importante destacar que o Samd desempenha um papel fundamental no cuidado dos pacientes internados em casa. Ele é essencial para desospitalizar pacientes que podem ser tratados por equipe multiprofissional em casa, evitando os transtornos de estarem dentro de um hospital e longe da família, sujeitos aos riscos de uma infecção hospitalar. Desde 2010, o serviço atende a população pelo Programa Melhor em Casa, convênio do Estado de Rondônia com o Governo Federal, que tem suas equipes profissionais estaduais credenciadas no Ministério da Saúde.

Já com sete anos de atuação o Samd visitou 900 pacientes em Porto Velho. E para chegar a essas pessoas e suas famílias as equipes percorrem semanalmente 700 quilômetros de ruas, avenidas e pequenas estradas. A relação saúde pública e paciente é diferenciada, caracterizando também uma relação de afinidade e amor. “Nesta relação nós evoluímos muito, todos nós, os que passaram por aqui e saíram e os que ainda permanecem”, disse Mariana Aguiar, destacando que o serviço tem o respeito e prestígio do governador Marcos Rocha e do secretário da Sesau, Fernando Máximo.

Fonte Secom RO