Sem UTI, sertanejo Diego Argenton morre de covid aos 28 anos


O cantor sertanejo Diego Argenton, que formava a dupla Bruno e Diego, morreu na noite da última quinta-feira, em decorrência de complicações do quadro de Covid-19. O cantor tinha 28 anos e deixa mulher e dois filhos, Lara, de apenas um mês, e Lucca, de 5 anos. Segundo reportagem do UOL, o cantor morreu após não conseguir leito de UTI na cidade de Assis Chateaubriand, no interior do Paraná.

VEJA+ BR-364: Capotamento é registrado durante madrugada

A reportagem informa que Diego testou positivo para covid no início de março, mas apenas na última segunda-feira (15) começou a passar mal. De acordo com Nathalia Argenton, esposa de Diego, a família tentou vaga em UTI por sete horas em cidades da região, mas não conseguiu. No dia de sua morte, por conta de exames realizados no tratamento para covid, o cantor descobriu que tinha diabetes – fator que aumenta o risco de vida de pacientes de covid-19.

“Estamos totalmente sem chão pelo fato de ter sido algo muito rápido. Ele estava bem na segunda-feira e nem sei explicar o que sentimos agora. Desde o início da semana, não fizeram o teste de diabetes logo no início do atendimento para saber da condição dele”, lamentou Nathália.

Fonte UOL