DOE SANGUE

queimadas


Rondônia – Homem morre após ser sugado por triturador de milho

Ele foi tirar um pé de milho enroscado. Laudo revela que a morte foi de choque hemorrágico, amputação dos braços e esmagamento do tórax.

Um trabalhador rural morreu de maneira fatídica após sofrer um acidente gravíssimo no final da manhã desta sexta-feira quando produzia silagem de milho em uma propriedade rural localizada na RO-470, rodovia estadual mais conhecida por Linha 200, que acessa Ouro Preto do Oeste (RO) ao município de Vale do Paraíso (RO) e aos distritos de Rondominas e Santa Rosa.

LEIA TAMBÉM

Família encontra contador morto com o corpo queimado no quintal de casa

Em Família: Hilux capota várias vezes na BR-364 e deixa dois mortos

OUÇA: acompanhada de áudio, foto de adolescente supostamente morto por onças em Rondônia viraliza; polícia diz que é “fake News”

BR-364: Ônibus com destino à Rondônia é destruído pelo fogo

Celso do Carmo Miranda, de 28 anos, foi sugado pelo triturador da ensiladeira engatada no trator, quando tentou empurrar um pé de milho que ficou preso na boca de entrada da ensiladeira usando as mãos e acabou sendo puxado pelos braços pelos rolos do equipamento que funciona pela tração do trator.

A Polícia Militar de Vale do Paraíso registrou no boletim de ocorrência do acidente, com base em relatos de testemunhas, que o equipamento sugou as mãos do trabalhador que foi sugado pelos braços, os dois órgãos do corpo da vítima foram amputados pelo moedor e ele ainda teve o tórax esmagado.

A Polícia Militar de Vale do Paraíso registrou no boletim de ocorrência do acidente, com base em relatos de testemunhas, que o equipamento sugou as mãos do trabalhador que foi puxado pelos braços, os dois órgãos do corpo da vítima foram amputados pelo moedor e ele ainda teve o tórax esmagado.

E segundo o laudo da médica que assinou o laudo de morte no hospital municipal de Vale do Paraíso, para onde Celso foi levado pelos colegas de trabalho, a causa da morte foi por choque hemorrágico, amputação dos braços e esmagamento do tórax.

Quando percebeu o acidente o companheiro de trabalho de Celso desligou o trator e junto com outro rapaz socorreram a vítima para o hospital de Vale do Paraíso, mas ele já chegou sem vida à unidade hospitalar.

O acidente de Celso do Carmo deixou seus colegas de trabalho e amigos da vizinhança chocados, houve esforço da parte dos companheiros de trabalho do trabalhador rural para socorrê-lo ao hospital, lamentavelmente ele veio a óbito.

A propriedade onde ocorreu o acidente pertence a uma irmã da vítima.

O velório de Celso está sendo realizado na residência da família e o sepultamento ocorrerá às 1h30min deste sábado no cemitério do município de Vale do Paraíso.

IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

fonte correio eletronico