Durante pescaria, homem cai no Rio Melgaço e está desaparecido; bombeiros trabalham nas buscas

queimadas
EXPOPIB

Uma equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Vilhena saiu nas primeiras horas da manhã deste domingo, 10, em direção a um trecho do rio Melgaço próximo ao distrito do Guaporé, a 90 km da área urbana, onde um homem de 30 anos teria desaparecido ao cair na água

Segundo informação do site Folha do Sul Online, por volta das 19:30h de ontem, quatro amigos de Vilhena estavam pescando num local a cerca de 1,5 km da Estrada Capim, quando o barco apresentou uma pane no motor.

LEIA MAIS

Em Cidade de RO – Jovem mata amigo com canivete durante bebedeira

Pai detalha conversa com suspeito antes de achar filha morta em RO: ‘ele tava bebendo vodka tranquilinho’

VÍDEO – Secretaria de saúde apura e informa que episódio no Hospital não seria com médico, mas sim técnico de enfermagem

“Foi gostoso?”, pergunta marido que flagrou mulher saindo de motel com amante; veja

Interior de RO – Mulher encontra ex-marido morto dentro de quarto

vacina em dia

Homem armado invade Câmara e tenta matar vereador; veja vídeo

Mulher morde pênis do parceiro durante o sexo e ele para no hospital

O grupo de vilhenenses encostou na margem do rio para fazer o reparo do equipamento. Enquanto dois dos pescadores tentavam consertar o motor, um ficava na ponta, segurando um cipó, para evitar que a embarcação descesse. No meio do barco estava o homem identificado como “Jander”, que caiu na água.

Os companheiros de pescaria usaram remos para fazer buscas pelo amigo que havia caído na água, mas não conseguiram localizá-lo. Após meia hora de esforços, o grupo conseguiu fazer o motor funcionar e foi até o “Sítio do Elói”, de onde seguiram até o Guaporé para pedir ajuda à Polícia Militar do distrito pertencente a Chupinguaia, que registrou a ocorrência e acionou os Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros disse que dará novas informações sobre o caso assim que os mergulhadores retornarem da missão de resgate.

Fonte: Folha do Sul Online


queimadas