PREVENÇÃO E COMBATE (COMPLEMENTAR) novembro

doe sangue novembro


Governador de Estado vizinho critica não-vacinados que ocupam 91% das UTIs: “uma hora dá merda”

Conteúdo exclusivo para assinantes das notificações.


Clique em ACEITAR e depois em PERMITIR que a noticia será liberada automaticamente.
Você também pode aguardar segundos ou clicar aqui para leberar a noticia.

O governador Mauro Mendes (União Brasil) reagiu, nesta quarta-feira (29), à notícia de que 91% das pessoas internadas por Covid-19 em leitos de UTI de Mato Grosso não estão com o esquema vacinal completo. Para o chefe do Palácio Paiaguás, essas pessoas estão se expondo ao risco de não conseguir leito de UTI se adoecerem de forma mais grave.

“Ontem foi divulgado um dado importante, que 91% dos internados são pessoas que não tiveram o esquema vacinal completado. Essas pessoas fizeram uma opção para correr o risco. Se você corre o risco, meu amigo, uma hora dá merda.

LEIA MAIS

Trágico Acidente na BR-364: Comerciante capota veículo e filha morre presa às ferragens

Rondônia: Professor confessa que matou homem a facadas

Bebê de um ano tem o primeiro diagnóstico de Lowe em Rondônia; mãe relata dificuldades da rotina

Rondônia: Idoso morre após ser atropelado por carreta na BR-364

Deu merda para essas pessoas e pode dar para todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar a vacina”, crificou.

Segundo Mauro, o governo vai continuar abrindo leitos de UTI, conforme a demanda, mas existe um limite na atuação do Estado. “Nós temos limites de capacidade, porque hoje o governo federal não financia, as prefeituras não querem abrir leitos. Cuiabá, por exemplo, não tem um leito de UTI covid”, disse.

Mendes ainda reforçou sobre a importância de os cidadãos tomarem a vacina contra o novo coronavírus, disponível na rede pública de saúde. Conforme mostram as evidências científicas, os pacientes que contraem a doença, após a vacinação, apresentam sintomas leves e geralmente não precisam ser internados.

“O cidadão tem que saber que basta ele tomar a vacina e muito provavelmente ele vai estar completamente livre. E em alguns outros casos, porque sempre vai ter um caso ou outro, dí vai ter UTI’s suficientes”, finalizou o governador.

fonte reportermt