PREVENÇÃO E COMBATE (COMPLEMENTAR) novembro

doe sangue novembro


Com rosas espalhadas pelo corpo e alianças nas mãos, mulher é executada e tem recado sombrio escrito na testa

Conteúdo exclusivo para assinantes das notificações.


Clique em ACEITAR e depois em PERMITIR que a noticia será liberada automaticamente.
Você também pode aguardar segundos ou clicar aqui para leberar a noticia.

Brasil – Um caso trágico aterrorizou os moradores de Contenda, Curitiba, na última sexta-feira (18). A jovem Elisangela Martins, 34 anos, foi encontrada sem vidas em sua casa, no bairro Cionek. A vitima que era auxiliar de cozinha foi morta de forma brutal pelo ex-marido, Rudnilsom Martins, 35.

Elisangela foi morta a facadas e no local do crime foi encontrado algumas rosas, alianças em sua mão e uma frase cruel, escrita em sua testa. O ex-marido da auxiliar da cozinha escreveu a caneta, que o motivo para mata-la era devido a uma traição.

LEIA TAMBÉM

Em Cidade de Rondônia: Homem encontra ossada humana dentro de poço

Rondônia: Homem morre depois cortar acidentalmente o pescoço com motosserra

Rondônia: Morre Professor Marcos Rodrigo

Seis cidades de Rondônia registram surto de dengue em junho de 2021

Morre a atriz Mabel Calzolari, aos 21 anos, vítima de doença rara

Ao som de Titanic, ‘busão’ cheio de passageiros ‘naufraga’ no Centro e vídeo viraliza na internet

O suspeito foi preso no dia seguinte e momentos antes de prestar depoimento, se suicidou dentro da delegacia. De acordo com o delegado Vinícius Maciel, o rapaz se identificou como um integrante de uma facção criminosa, e foi colocado a uma cela sozinho. Quando os policias chegaram à cela encontraram o suspeito enforcado já sem vida.

De acordo com informações da família, os dois eram primos de primeiro grau, e já haviam se relacionado antes. Depois de alguns anos eles se reencontrara e desde então seguiram com o relacionamento, que inclusive era marcada por muitas brigas.

Na última quinta-feira (17), Rudnilson foi até a casa da irmã de Elisangela, e pediu que ela tomasse conta do filho de sua irmã. Naquele momento ele afirmou que iria levar Elisangela para um motel.

Os familiares acreditam que naquele momento, Elisangela já estava sem vida, e que o filho de cinco anos, teria presenciado o momento cruel. A criança havia contato para avó, que pediu que Rudnilsom não tirasse a vida da sua mãe.

Depois de um dia sem noticia de Elisangela, os familiares decidiram acionar a polícia. Ao chegar à casa da mulher, os policiais avistaram um corpo no quarto.

O delegado contou que durante todos os anos de trabalho, nunca tinha visto um crime tão brutal e frio. Ele conta que a mulher estava com uma rosa em uma mão e alianças na outra.

Com informações do Diário ao vivo

doação de sangue