DOE SANGUE

queimadas


Interior de RO- Bebê de 04 meses sofreu síndrome morte súbita do lactente

A morte de um bebê de 04 meses foi registrada na madrugada deste domingo, 29 de Agosto, e o caso movimento Polícia e Perícia Criminal, devido a inicialmente ser tratado como morte suspeita.

Na ocasião, pai e mãe dormiam com o bebê e ao acordarem notaram que a criança estava desacordada e prontamente acionaram o Corpo de Bombeiros Militares para socorrê-lo.

Contudo, o bebê já se encontrava em óbito e a Polícia Civil e Militar foram informadas sobre a morte suspeita, sendo realizado perícia por parte da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) e o corpo da criança foi levado para realização do exame cadavérico.

LEIA TAMBÉM

Interior de RO – Ambulância perde o controle, colide em barranco e deixa dois pacientes feridos

RO – Barbeiro bom de navalha corta a cabeça de assaltante durante arrastão em salão; veja vídeo

Carreta carregada de óleo de cozinha tomba na BR-364

Empresária é brutalmente assassinada pelo marido e corpo é jogado aos fundos de serraria

Através dos exames, foi constatado que não se tratava de asfixia, mas sim, de morte natural, provocada pela Síndrome da Morte Súbita do Lactente (SMSL).

vacina em dia

Inicialmente, o jornal havia publicado o caso de morte suspeita e passou a acompanhar o caso, para melhor esclarecimento a sociedade. Como apenas o exame complementar poderia apontar os motivos da morte, o caso havia sido tratado como morte suspeita.

O corpo da criança está sendo velado e deverá ser sepultado na segunda-feira, 30 de Agosto.

O que causa a morte súbita de bebês?

A síndrome da morte súbita do lactente (SMSL) é quando o bebê morre sem causa aparente. É a principal causa de óbito de bebês com menos de 1 ano de vida, e geralmente ocorre durante o sono noturno.

Entre suas causas estão o atraso na maturidade do tronco cerebral do recém-nascido, dormir com os pais ou irmão, e de bruços ou de lado – em vez da posição correta, que é com a barriguinha para cima -, calor excessivo no ambiente, ou quando a mãe fuma durante a gravidez ou após o parto.

Para evitar o problema, é importante que o bebê seja colocado para dormir de costas e com a barriga para cima, para evitar que ele mude de posição.

Não deixá-lo no carrinho ou no bebê conforto por um longo período, e tirar objetos do berço que possam ser puxados por ele e sufocá-lo, como panos, lençóis, travesseiros e cobertores, também são recomendações necessárias para prevenir a situação.

Outras formas de cuidado envolvem manter uma boa temperatura do quarto ou ambiente que o bebê estiver dormindo, não vesti-lo com excesso de roupas, e não fumar durante a gravidez ou após o parto, especialmente perto do pequeno. Oriente-se sempre com seu pediatra e saiba como proteger seu filho da SMSL.

Tony Rota Foto: Ilustração  Rota Policial News

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0