DOE SANGUE

queimadas


Caminhoneiros fazem bloqueio em trecho da BR-364

Um grupo de caminhoneiros bloqueou o km 395 da BR-164, sentido Cuiabá/Rondonópolis, para cobrar um plano de melhorias na estrada. A manifestação começou por volta das 6h e às 8h a pista começou a ser liberada.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que está no local para evitar o bloqueio. A concessionária que administra parte da estrada, Rota do Oeste, disse que enviou uma equipe para o local para monitoramento.

LEIA MAIS

Interior de RO – Rapaz de 28 anos que havia sido baleado morre em hospital, mas antes revela nome do assassino

Em Cidade de RO – Duplo homicídio é registrado

Rondônia: Menina de 13 anos é estuprada por ‘namorado’ de 38

Mulher quebra moto do marido ao encontrá-lo em “bar de mulheres” no interior do estado

Mulher flagra marido com amante após desconfiar de traição e vídeo mostra o barraco

Casal tenta atravessar córrego em carro e morre intoxicado dentro do veículo

Após 22 dias internada, jovem baleada em culto morre

vacina em dia

Outros motoristas que usam o trecho no dia a dia também estão foram para a região para dar apoio ao protesto.

Durante o bloqueio, os manifestantes estavam liberando apenas a passagem apenas de carros de passeio, ambulâncias e cargas perecíveis.

O contrato de concessão da BR foi feito de forma dupla: parte é responsabilidade do governo federal, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), e parte da concessionária Rota Oeste.

Apesar de existir cobrança de pedágio na BR, o asfalto está com muitos buracos, o que dificulta a passagem dos motoristas que usam o trecho para ir e voltar do trabalho.

A Rota do Oeste afirmou que acha legítima a manifestação e que as obras de manutenção, conservação e duplicação do trecho são de responsabilidade do DNIT.

A empresa disse ainda que tem como obrigação apenas os atendimentos operacionais, como prestação de serviços aos usuários, atendimentos às ocorrências de diversas naturezas, socorro médico, mecânico e guincho, por exemplo.

“A Concessionária reafirma ainda seu compromisso com a segurança viária e a trafegabilidade na rodovia sob concessão, acompanhando de perto qualquer movimento que venha a intervir na passagem de veículos pela BR-163/MT. Em seus trechos de responsabilidade, a Rota do Oeste atua hoje com 12 equipes de manutenção, número que deve ser aumentado com queda no volume de chuvas”, diz.

Já o DNIT informou que as equipes de manutenção estão atuando desde janeiro, de forma urgente, para recuperar a rodovia federal BR-163/364/MT, no trecho entre a Serra de São Vicente e Rondonópolis, na região sul do estado.

Segundo o departamento, as equipes intensificaram nos últimos dias as ações para recuperação dos trechos considerados mais críticos, que foram afetados pelas fortes chuvas que atingiram a região. A previsão é que, no prazo de até 15 dias, os pontos mais críticos sejam recuperados.

Fonte G1 mt