DOE SANGUE

queimadas


Assista! Mulher faz pedido inusitado antes de morrer e é enterrada no dia do aniversário ao som de lambadão

A cerimônia de despedida de Joanice Soares, conhecida como Jô da Lixeira, foi marcada pelo som do lambadão, na última segunda-feira (30), na Capela Jardins, em Cuiabá.

Joanice morreu no domingo (29), após ficar três meses internada por complicações da diabetes. Ela fez o pedido antes de morrer e, por coincidência, estaria completando 53 anos no mesmo dia.

LEIA TAMBÉM

Sentido BR-364: Grave Acidente deixa veiculos destruído e motorista ferido em RO

‘Até quando vão deixar essa ponte?’, desabafa avó que perdeu dois netos afogados após caírem de moto em rio

RO – Ultrapassagem mal sucedida resulta em grave acidente na BR-364

Em Família: Hilux capota várias vezes na BR-364 e deixa dois mortos

OUÇA: acompanhada de áudio, foto de adolescente supostamente morto por onças em Rondônia viraliza; polícia diz que é “fake News”

Um vídeo feito por familiares durante o velório mostra o momento em que a banda canta uma das músicas de lambadão mais conhecidas em Mato Grosso, “Mamãe, estou voltando pra casa”.

vacina em dia

De acordo com o vocalista da banda Scort Som, que fez a homenagem durante o velório, este era um desejo antigo de Jô.

“Ela era minha amiga e sempre me falava que quando morresse queria que a gente tocasse essa música. Quando estava internada, ela mandou um recado pela enfermeira para reforçar o pedido”, contou Miguel Santana, vocalista da banda.

Jô era muito conhecida no bairro onde morava, assim como seus pais. Há 15 anos ela realizava uma festa em devoção a São Sebastião. Uma promessa que herdou dos pais. Em todas as edições, a banda Scort Som e o lambadão estavam presentes.

“A banda Scort Som tem 32 anos, e a Jô nos acompanhou desde o início. Desde muito nova, ela sempre ia aos shows. Nos tornamos amigos. Ela era muito alegre, uma pessoa cheia de vida, brincalhona e sabia cantar todas as nossas músicas” lembrou o vocalista.

Joanice dizia que não queria tristeza em seu velório — Foto: Reprodução

Ela chegou a falar pessoalmente com Miguel sobre o desejo pós morte, e assim foi feito. Os integrantes e a família não hesitaram em satisfazer o desejo de Jô.

“Ela sempre dizia: não quero tristeza no meu velório”, recordou o vocalista.

FONTE G1 MT

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0