DOE SANGUE

queimadas


Após discussão com amiga, rondoniense de 27 anos é assassinada com facada no peito

Uma garota de 27 anos, identificada como Camila Andrade Moreira Lima, foi assassinada com uma facada no peito na manhã desta quarta-feira, 26, na casa onde morava no bairro Jardim Paulista 1, em Sinop, cidade de Mato Grosso a 500 km de Cuiabá. A autora do crime, cuja identidade não revelada, fugiu e até o momento, não foi localizada.
 
O homicídio foi registrado por volta das 07h, na propriedade localizada na rua Sumaré. A Polícia Militar foi acionada por testemunhas.

LEIA MAIS

Familiares abrem caixão durante velório e encontram corpo de outra pessoa

Assassino invade residência e mata jovem de 22 anos no interior de Rondônia

Em Cidade de RO – Após sintomas gripais e de sofrer AVC em casa, comerciária morre aos 36 anos

vacina em dia

RO: Encontrado morto; construtor estava desaparecido há uma semana e tinha filho recém-nascido

Interior de RO – Dois homens são executados em veículo

Interior de RO: Garota morre afogada em balneário enquanto se divertia com a família


 
De acordo com a Polícia Civil, a vítima e a acusada estavam em um bar da cidade quando se envolveram em um desentendimento. Após a briga, Camila voltou para casa, onde moram outras garotas.
 
Pouco tempo depois, a acusada – que também morava no local – voltou a se desentender com a vítima. No entanto, durante a confusão a mulher golpeou a colega com uma facada no peito. 
 
A Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) esteve na cena do crime e analisou as condições em que o corpo foi encontrado, além de periciar toda a casa em busca de vestígios que possam ajudar na elucidação do caso
 
Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local, mas a mulher já não possuía mais os sinais vitais. O pai de Camila é um ex-policial militar que continua morando em Vilhena.
 
O cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal onde passou por exame de necropsia, que irá apontar a causa clínica da morte. O corpo deverá trazido para Vilhena, onde Camila morava antes de se mudar para a cidade mato-grossense onde estava residindo há cerca de três meses.
 
A PM fez buscas na região, mas até a publicação desta matéria a assassina não foi encontrada.
 
A motivação da briga não foi revelada. O caso está sendo apurado pela Polícia Civil.

fonte folha do sul

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0