Rosangela Donadon nunca correu risco de perder a vaga conquistada na última eleição


1 - O sistema político partidário vigente no Brasil, estabelece o cálculo do quociente eleitoral pela média. Dos sete deputados que conseguiram a titularidade pelo referido cálculo, a vaga do PDT se reservou a uma única parlamentar, por não ter feito coligação com outros partidos e em razão de ter obtido a maior votação deste partido para o cargo pleiteado, sendo assim, absoluta e reservada a Deputada Rosangela Donadon que obteve 9.053 votos, o PDT obteve nessas eleições a sexta maior média com 29.033 pontos, ficando assim a coligação PMN, PSC, e PCdoB para trás, com 27.500 pontos.

2 - O deputado que alcançou a última média foi Jean Mendonça, com a pontuação de 27.396.

3 - Posteriormente, com o deferimento do registro pelo TSE do candidato pertencente à coligação PMN, PSC e PCdoB, Geraldo de Rondônia alcançou a última maior média [sétima vaga por média], com 27.500 pontos. A mudança pela última cadeira [Geraldo por Jean Mendonça], no entanto, ainda precisa ser efetivada pelo TRE, por meio de nova totalização dos votos.

4 - Assim, os votos do candidato Dr.Luiz Ferrari, ao contrário do afirmado pela reportagem em referência, caso fossem contabilizados para sua coligação, não teria lógica baseada em cálculos e somatórias referentes a esta matéria, de afetar o mandato da Deputada Rosangela Donadon, por simples questão matemática, seria ilógico o partido PDT perder esta vaga.

5 - Somente a título de exemplo, caso os 7.073 votos obtidos pelo Dr.Luiz Ferrari fossem contabilizados para sua coligação, a mesma alcançaria apenas 28.536 pontos, ou seja, média abaixo daquela obtida por Rosangela Donadon [29.033].

6 - Dessa forma, em nenhum momento o mandato ocorreu ou ocorrerá o risco de ser atingido pelo computo dos votos de qualquer candidato que teve ou ainda terá seu registro deferido por decisão futura do TSE.

7 - A assessoria da Deputada Rosangela Donadon informa, também, que, lamenta a publicação e propagação de matérias e notícias falsas que visam de alguma forma, colocar o eleitor a questionar o processo eleitoral e a candidata ao qual depositaram o seu carinho e confiança, ao ser questionada sobre a matéria em questão a deputada disse ainda que trabalhará incansavelmente na assembléia legislativa por estes 4 anos a ela conferidos nas eleições de 2018, representando, de forma dinâmica e eficiente o estado de Rondônia, em especial, ao cone sul.



Fonte assessoria


Outros Destaques

Mais Notícias