Home  |   Notícias  |   Eventos  |   Lista Telefônica  |   Pimenta Virtual  |   Rádio  |   Contato
Após sorteios suspeitos, AgroCap anuncia férias por tempo indeterminado

 Publicada em: 2018-01-12 18:54:19     




O certificado de contribuição premiável AgroCap anunciou em seu último sorteio, no domingo dia 7 de janeiro, que este seria seu último sorteio. A partir de agora a empresa entrou no que os apresentadores definiram como “férias”, por tempo indeterminado. A causa alegada seria o encerramento de contrato entre a AmazonSat, emissora que transmite os sorteios ao vivo, e o AgroCap. O fim das atividades do AgroCap acontece depois de série de denúncias de suspeita relatadas por compradores do certificado, divulgadas pelo Folha do Sul Online recentemente.

 

Durante o último sorteio, transmitido ao vivo pela AmazonSat, no domingo, 7 de janeiro, os organizadores não anunciaram sorteio para a semana seguinte, como era de praxe, e afirmaram que o AgroCap entrará em “férias”, por tempo indeterminado. O motivo seria o cancelamento do contrato de transmissão do sorteio ao vivo, exigência legal para o certificado continuar funcionando, por parte da AmazonSat.

 

A direção de Porto Velho da rede de televisão confirmou à Folha o cancelamento, visto que o AgroCap não apresentou a documentação exigida para continuidade da parceria.

 

O vídeo no qual anuncia o encerramento, ainda que de forma temporária, foi retirado do YouTube e do site do AgroCap, onde ficam expostos os resultados oficiais (Acesse aqui:http://www.youtube.com/watch?v=Ob9MTUjqBwc ).

 

A polêmica gerada pelo sorteio do Natal de 2017, entretanto, continua.

 

INTERROGATÓRIO – A delegacia de Polícia Civil de Vilhena deverá conduzir interrogatório em breve a fim de apurar as possíveis perdas financeiras alegadas por clientes que denunciaram o certificado. Um deles, Laelcio Evangelista, confirmou ao Folha do Sul Online, que o Boletim de Ocorrência e sua manifestação pública em procurar a Justiça contra a empresa, renderam frutos. “O delegado irá procurar mais informações e me prometeu interrogar para averiguar os fatos, em seguida iremos para a promotoria. Outras pessoas sentiram-se motivadas a denunciar a empresa também de forma individual. Alguns de Jaru, inclusive, estão se organizando para isso”, revela Laelcio.

 

A representação do AgroCap em Vilhena chegou a procurar Laelcio para resolver o impasse, entretanto, o comprador dos certificados garantiu que o problema será resolvido apenas na Justiça.

 

SORTE GRANDE? – O site entrou em contato com três especialistas em matemática e probabilidade estatística para comentar os resultados do sorteio no qual um apostador ganhou três vezes no mesmo sorteio e outros dois ganharam duas vezes. Após a divulgação das suspeitas pela Folha, a empresa afirmou em nota oficial que não há problema em uma pessoa ganhar mais de uma vez no mesmo sorteio.

 

Os especialistas analisaram a probabilidade disso acontecer. O certificado dava ao cliente a oportunidade de concorrer por 32 vezes (12 tabelas de bingo e 20 sorteios pelo número do certificado). Considerando a quantidade de compradores, o acúmulo de chances e de resultados positivos em sequência, os especialistas concluíram que as chances do cliente seriam de uma e 1,1 bilhão de vezes, ou seja, 0,0000000008% de probabilidade.

 

Em comparação, as chances de ganhar na Mega Sena, são uma em 50 milhões. Assim, é 22 vezes mais fácil ganhar na Mega Sena sozinho do que ganhar três vezes no mesmo sorteio do certificado, segundo os cálculos dos matemáticos consultados. “Assim como o comunicado deles afirma, não é impossível que ocorra. Mas em estatística dizemos que algo assim tão extremamente improvável de acontecer que a probabilidade é desprezível”, revelou um dos professores de matemática consultados, que preferiu não se identificar. 



Fonte original: folha do sul online



Os comentários aqui escritos não expressam a opinião deste site. Sendo assim, o conteúdo é de total responsabilidade do autor do comentário.


© Copyright 2014 ConexaoRondonia.Com Todos os direitos reservados.