-->




-->



-->
8ª Rondônia Rural Show Internacional aquece diversos setores da economia de Ji-Paraná


Por foça de Lei, Ji-Paraná se transforma na capital do Agronegócio de 22 a 25 de maio durante a realização da 8ª Rondônia Rural Show Internacional, que promove o aquecimento econômico em vários outros setores como o comercial e de serviços da cidade. Na rede hoteleira, por exemplo, não há mais vaga para o período.

A feira do agronegócio no Centro Tecnológico Vandeci Rack este ano é internacional e conta com a presença de comitivas dos Estados Unidos, Peru, Israel, Bolívia, China, Egito, Namíbia, Chile, Itália e AfroChamber, mais a participação de representantes dos estados de Mato Grosso, Amazonas, Acre e Roraima, além de expositores e visitantes rondonienses e de outros estados.

Diante desse cenário, Ji-Paraná está pronta para sediar o evento que mexe diretamente com a economia regional. “A feira é importante não só para cidade, mas para o estado e para o País. Importante para o nosso município porque estamos com nossas estruturas preparadas para acolher os visitantes”, declarou o prefeito Marcito Pinto.

“A Rondônia Rural Show veio para ficar. A economia de Ji-Paraná fica muito mais forte nos 15 dias que antecedem e nos outros 15 dias pós feira. Toda essa movimentação econômica é reflexo direto da feira do agronegócio”, admite o presidente da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná, empresário Hugo Araújo.

O índice de ocupação dos hotéis é de 100%. Em alguns deles as reservas ocorreram no início deste ano, em janeiro. Os leitos estão reservados de terça-feira a sábado. As alternativas para quem ainda não conseguiu reserva é apelar para outras cidades de até mais de cem quilômetros de distância, como Jaru e Cacoal.

Em Presidente Médici e Ouro Preto do Oeste os principais hotéis também estão com as acomodações ocupadas. “O período é muito bom. É de casa cheia. Toda a capacidade do hotel está comprometida. É um evento muito importante e que movimenta não só os hotéis, mas restaurantes, bares, lanchonetes, setor automotivo e comércio no geral”, festeja o gerente de hotel, Marco Aurélio.

Os restaurantes comemoram uma das melhores fases do ano. Em alguns deles houve contratações de mão de obra temporária para reforçar o cardápio a paladares mais exigentes. A expectativa é de alimentar 25% dos visitantes estimados no período.

Ceará, um pioneiro e famoso taxista de Ji-Paraná, está satisfeito com a movimentação no período da Rondônia Rural Show. “Podemos considerar que essa época do ano é bem atípica para nós taxistas. Rodamos o dia todo com passageiros de várias localidades. Isso é muito bom pra gente”, disse Ceará.

Ocupando o oitavo lugar no ranking das maiores feiras do agro brasileiro, a Rondônia Rural Show tem a função de apresentar ao produtor rural de longa, média e baixa escala as modernidades tecnológicas. A expectativa é de movimentar R$ 700 milhões em negócios e a visitação de 100 mil pessoas. Nas sete edições realizadas R$ 3,3 bilhões foram fechados em negócios do agro.

No mesmo período, o Centro Tecnológico Vandeci Rack abriga a 2ª Rondoleite, evento que apresenta novas tecnologias aos visitantes sobre a cadeia produtiva do leite. Ambos os eventos são organizados pela Secretaria de Estado de Agricultura (Seagri).



Fonte secom ro


Outros Destaques
-->

-->
Mais Notícias
-->


-->